Notícias

Como lidar com a ansiedade no trabalho e o que o RH pode fazer para ajudar os colaboradores

A ansiedade no ambiente de trabalho é uma realidade crescente nos dias atuais. Enquanto um certo nível de pressão pode ser considerado normal, quando a ansiedade ultrapassa os limites, torna-se um obstáculo tanto para o colaborador quanto para a empresa. Portanto, identificar as causas, compreender como ela afeta o colaborador e, mais importante, saber como o setor de Recursos Humanos (RH) pode ser um agente de mudança são aspectos cruciais para promover um ambiente mais saudável e produtivo.

O que é a ansiedade relacionada ao trabalho?

A ansiedade relacionada ao trabalho é um tipo de ansiedade que surge devido às situações e pressões específicas ligadas ao ambiente profissional. Ela pode se manifestar de várias formas e ser desencadeada por diferentes fatores, como prazos apertados e demandas excessivas, por exemplo.

Essa ansiedade pode afetar o desempenho no trabalho, causar estresse significativo, bem como impactar a saúde mental e física da pessoa. É comum sentir sintomas como nervosismo, dificuldade de concentração, insônia, irritabilidade e até mesmo ataques de pânico relacionados às questões do trabalho.

De acordo com uma pesquisa da Vidalink, que entrevistou quase nove mil colaboradores, 63% dos profissionais sentem ansiedade quase que diariamente. Além disso, 69% consideram a rotina de sono baixa ou mediana. E, infelizmente, um quarto dos profissionais não cuidam da saúde mental.

Causas comuns da ansiedade no trabalho

Diversos fatores contribuem para o aumento da ansiedade no ambiente profissional. Dentre eles, podemos citar:

Pressão por prazos apertados

A pressão de cumprir prazos muito apertados pode gerar uma carga de estresse significativa. Isso pode levar não só a uma sensação de urgência constante e ansiedade, mas também de incapacidade de realizar as tarefas de forma eficaz.

Estratégias para lidar com essa pressão incluem:

  • Estabelecer prioridades;
  • Organizar o trabalho em etapas menores;
  • Comunicar os superiores de forma clara sobre prazos realistas.

Metas inatingíveis

Quando as metas estabelecidas são irrealisticamente altas ou difíceis de alcançar, isso gera uma sensação de fracasso constante, mesmo que haja esforço máximo. Isso pode levar à ansiedade e à autoestima prejudicada.

Nesses casos, é importante:

  • Comunicar as preocupações sobre as metas aos superiores;
  • Buscar feedback para entender se as metas são realmente viáveis;
  • Focar no progresso, não apenas no resultado final.

Ambientes tóxicos

Ambientes de trabalho tóxicos, onde há chacotas, fofocas, bem como falta de cooperação ou liderança inadequada, podem ser fontes significativas de ansiedade. Esses ambientes afetam negativamente o bem-estar emocional e podem criar um clima de desconfiança e desconforto.

Portanto, para lidar com essas situações, é fundamental:

  • Encontrar maneiras de estabelecer limites saudáveis;
  • Buscar apoio em colegas confiáveis;
  • Buscar soluções através do RH ou liderança.

Falta de suporte

A ausência de suporte adequado por parte dos superiores ou colegas pode gerar sentimentos de isolamento e sobrecarga. Afinal, não ter a assistência necessária para realizar as tarefas pode aumentar a ansiedade e o estresse.

Nesse sentido, é crucial:

  • Comunicar as necessidades de suporte aos gestores;
  • Procurar orientação ou treinamento quando necessário;
  • Buscar apoio de colegas de confiança.

Problemas de relacionamento entre colegas ou superiores

Conflitos ou problemas de relacionamento no ambiente de trabalho podem criar um ambiente estressante e desconfortável. Afinal, a tensão constante pode levar à ansiedade e prejudicar o desempenho.

Tentar resolver esses problemas através de comunicação aberta e honesta é fundamental. Portanto, se necessário, busque a mediação de um terceiro ou recursos de resolução de conflitos no ambiente de trabalho para restaurar um ambiente mais saudável.

Além disso, a própria natureza competitiva do mercado de trabalho moderno pode gerar um ambiente propício para o desenvolvimento da ansiedade.

Impacto da ansiedade no colaborador e na empresa

Os efeitos da ansiedade no trabalho são significativos e abrangentes. Para o colaborador, pode causar estresse excessivo, dificuldade de concentração, insônia, baixa autoestima, problemas de saúde física e mental, bem como diminuir a produtividade e a qualidade do trabalho.

para a empresa, a ansiedade dos colaboradores pode resultar em altos índices de absenteísmo, aumento da rotatividade de pessoal, queda na qualidade do serviço prestado e, por consequência, prejuízos financeiros.

4 dicas para o setor de RH ajudar na redução da ansiedade no trabalho

O setor de RH desempenha um papel crucial na promoção do bem-estar dos colaboradores, bem como na criação de um ambiente de trabalho saudável. Então, aqui estão algumas estratégias que o RH pode adotar para ajudar a reduzir a ansiedade no trabalho:

1. Promoção de conscientização e educação

Organizar workshops, palestras ou programas educacionais, por exemplo, que abordem a saúde mental. Além disso, estratégias de gerenciamento de estresse pode fornecer aos colaboradores ferramentas para lidar com a ansiedade.

2. Implementação de programas de apoio

Oferecer programas de apoio psicológico, como sessões de aconselhamento, bem como acesso a profissionais de saúde mental, demonstra o comprometimento da empresa em cuidar do bem-estar de seus colaboradores.

3. Criação de ambientes de trabalho saudáveis

Promover um ambiente de trabalho positivo e inclusivo, que incentiva a comunicação aberta, bem como o reconhecimento do esforço dos colaboradores e a construção de relacionamentos saudáveis entre colegas.

4. Flexibilidade e apoio individualizado

Adotar políticas de flexibilidade, como horários de trabalho flexíveis ou a possibilidade de trabalho remoto e, principalmente, oferecer apoio individualizado para colaboradores que estão enfrentando dificuldades, podem ser medidas eficazes para lidar com a ansiedade.

Ao investir no bem-estar dos colaboradores, o RH não apenas contribui para a saúde mental dos colaboradores, mas também para o aumento da produtividade e satisfação no trabalho. Portanto, o compromisso do RH em promover um ambiente saudável pode ser um diferencial na construção de equipes mais engajadas, saudáveis e produtivas.

Lembre-se, o cuidado com a saúde mental dos colaboradores é um investimento valioso que não só beneficia os indivíduos, mas também fortalece a empresa como um todo.

voltar

Links Úteis

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 5.1067 5.1072
Euro/Real Brasileiro 5.5433 5.5513
Atualizado em: 20/05/2024 16:42

Indicadores de inflação

02/2024 03/2023 04/2024
IGP-DI -0,41% -0,30% 0,72%
IGP-M -0,52% -0,47% 0,31%
INCC-DI 0,13% 0,28% 0,52%
INPC (IBGE) 0,81% 0,19% 0,37%
IPC (FIPE) 0,46% 0,26% 0,33%
IPC (FGV) 0,55% 0,10% 0,42%
IPCA (IBGE) 0,83% 0,16% 0,38%
IPCA-E (IBGE) 0,78% 0,36% 0,21%
IVAR (FGV) 1,79% 1,06% 1,40%